Notícias

Brasil precisa resgatar a confiança
 
15/03/2018
 
Crises constantes fizeram país perder a credibilidade, mas para especialista a maior participação da sociedade nos debates políticos do país é essencial para mudar esse cenário de incertezas




O Brasil vive umas das piores crises político-econômica da sua história republicana. O desiquilíbrio na economia e os constantes casos de corrupção envolvendo representantes dos três poderes descredibilizaram o país em diferentes cenários.

Tirar o Brasil da crise tem sido o centro dos debates em vários setores da sociedade. Para o consultor organizacional e professor em Gestão de Ativos Intangíveis, Marco Tulio Zanini – palestrante do Fórum CFA de Gestão Pública, que acontece de 6 a 8 de junho, em Brasília – o momento é oportuno para repensar o papel das instituições e o que esperar delas. Ele explica que é preciso criar um ambiente moral e trabalhar essa cultura na sociedade.

Para construir um ambiente moral, o melhor caminho, segundo Zanini, é a democracia feita com transparência e participação da sociedade. O maior envolvimento dos cidadãos nos debates tem feito o país viver uma efervescência política.

“O Brasil está questionando seus valores e qual sociedade quer ter. Isto é positivo pois o voto consciente redefinirá uma nova sociedade”, analisa o especialista. Além de questionar, o cidadão deve fiscalizar a atuação dos políticos. “A consciência nasce com a participação de todos”, alerta o consultor.

Intervenção federal – Em casos mais críticos, é preciso uma ação emergencial. O Rio de Janeiro é um exemplo disso. Assolado por uma ineficiente gestão na área de segurança pública, o Estado precisou de uma intervenção federal, que ainda está em vigor.

Marco Zanini, que não é natural do Rio de Janeiro, mas mora na capital fluminense há muito tempo, vê a intervenção como um ato de esperança, mesmo que a curto prazo. “Quando o governo fala que fará uma intervenção, ainda que por motivos políticos, a população carioca celebra”, avalia.

Confiança em alta – Ações como a intervenção realizada no Rio de Janeiro fazem aumentar a confiança da população na gestão pública. Relatórios do Banco Mundial revelam que o clima de violência e a falta de segurança destroem o desenvolvimento econômico de um país. Hoje, no Rio de Janeiro, o comerciante carrega em sua planilha de custos o peso da segurança privada, proteção indispensável. Para Zanini, quando as condições básicas não estão garantidas, o custo para rodar a economia é alto.

“A segurança é fundamental, é uma função essencial do Estado. Quando os direitos fundamentais estão ameaçados, temos que restabelecê-los. Por isso acredito que a intervenção é bem-vinda, ainda que custe caro para o governo federal”, defende o especialista.

Fórum CFA de Gestão Pública – Marco Tulio Zanini vai aprofundar este debate no Fórum CFA de Gestão Pública. O evento, promovido pelo Conselho Federal de Administração (CFA) acontecerá de 6 a 8 de junho, em Brasília, com o objetivo de promover um amplo debate sobre a gestão do Estado, dentro de uma linha de conexão entre “cidadão-sociedade e Estado”, tanto para superar as contingências do presente, como para construir uma plataforma para o futuro.

Zanini apresentará palestra com o tema “Governança se faz com confiança”. “A sociedade está mais crítica e isso é essencial para a reconstrução da credibilidade. Eventos como este vem a calhar em um ano de eleição, pois temos que aumentar as zonas de debates e nada melhor que estarmos juntos, com pessoas qualificadas, debatendo sobre essas questões. O Brasil precisa disso”, afirma.


Assessoria de Comunicação CFA
Promoção e Realização
Patrocínio
Apoio Institucional

Fale Conosco

Contato

Fone

+55 61 3218-1800

Secretaria

Câmara de Gestão Pública - CGP/CFA

SAUS Quadra 01 Bloco L - Ed. CFA

70.070-632 - Brasília/DF

+55 61 3218-1842  (8h30 às 18h - segunda à sexta-feira)

fogesp@cfa.org.br